Alergias comuns em Cães na Primavera

Alergias comuns em Cães na Primavera

Alergias também podem afetar Cães, e na estação das flores eles ficam mais propensos à alguns tipos. Vem saber mais sobre o assunto.

Alergias comuns da época das flores, assim como afetam os humanos, também podem afetar os cães. A estação pode desencadear comichão, irritação da pele e borbulhas.

É na Primavera que a natureza se renova: as flores desabrocham, a relva cresce e as plantas crescem. É realmente uma bela estação, mas para os alérgicos ela é sinônimo de espirros, congestão nasal, coceiras, etc. Os cães também podem ser alérgicos ao pólen, poeiras e até ao bolor. Enquanto pessoas alérgicas tendem a espirrar quando inalam um alérgeno, os cães tendem a ter coceiras e irritações na pele.

Diferente dos humanos, os cães tendem à reagir através da pele, com coceiras e comichões ao invés de espirros.
Diferente dos humanos, que geralmente espirram ao inalar alérgenos, os cães tendem à reagir através da pele, com coceiras e comichões.

Ao inalar pólen, por exemplo, o sistema imunológico dos cães reage desencadeando uma reação atópica, isto é, uma hipersensibilidade/irritação que se manifesta na pele. Isso ocorre mesmo que a pele do animal não tenha estado em contato direto com o alérgeno.

Sintomas comuns

Pele: vermelhidão, vergões, áreas quentes, manchinhas, descamação (caspa), excesso de oleosidade.
Pelagem: queda de pelo, manchas, falta de brilho.
Ouvidos: vermelhidão, odor forte, excesso de cera.
Rosto: focinho, queixo e áreas ao redor dos olhos vermelhas e com falha no pelo.
Patas: inflamação, vermelhidão, odor, manchas.
O cão geralmente lambe, mordisca e coça o local buscando o alívio da irritação. Essa reação dos cães é bastante comum, e também é perigosa, já que eles podem causar feridas que pode vir a infeccionar e se tornar um problema maior.

As alergias se desenvolvem geralmente entre os 6 meses e os 4 anos de idade do cão, e tendem a piorar com a idade.

A prevenção das alergias pode ser feita com banhos regulares que minimizam o contato do cão com os alérgenos. Sempre que sair para passear em parques e áreas verdes, ao chegar em casa é bom escovar o pelo e limpar as patinhas do peludo.

De acordo com a intensidade da alergia, remédios, imunoterapia, banhos com produtos próprios serão recomendados pelo médico veterinário de confiança. Nunca medique o seu animal sem consentimento do médico veterinário.

Os sintomas das alergias da estação são comuns a outras causas, como por exemplo, presença de parasitas, tais como pulgas, infecções bacterianas, desequilíbrio hormonal ou doença de pele autoimune.

Vale lembrar que na Primavera também é temporada de pulgas (leia mais sobre o assunto aqui), então, ainda mais se o cão for alérgico a esses parasitas, a prevenção é extremamente importante. Comprimidos mastigáveis são práticos e super eficazes, protegem os cães por 3 meses, tomando banho regularmente e levando vida normal. Pipetas, coleiras e outros métodos também podem ser utilizados como preventivo.

Fonte e créditos: http://www.lolipet.com.br/blog/caes/alergias-comuns-em-caes-na-primavera



Voltar

Dicas/Artigos recentes

27/07/2018 - D-Manose: Suplemento nutricional doce para garantir a saúde de seu pet
[Leia +]
23/06/2018 - Você sabe o que é a Bordetella?
[Leia +]
22/02/2018 - As vitaminas ajudam o corpo a funcionar corretamente, sendo indispensáveis se deseja uma saúde boa para o pet
[Leia +]